Plantas halófitas

2,00

**as plantas halófitas só estão disponíveis para entrega de quinta a sábado**

Todas as variedades são vendidas em sacos de papel com cerca de 100 g.

Ler mais2,00

Esgotado

Ler mais2,00

Esgotado

Ler mais2,00

Esgotado

Ler mais2,00

Esgotado

Ler mais2,00

Esgotado

Ler mais2,00

Esgotado

REF: KD061 Categoria:

As plantas halófitas crescem em ambientes salinos e desenvolveram estratégias de adaptação a condições climáticas extremas como o aumento da salinidade, variações de temperatura, seca, inundação e a sua produção não está dependente da água doce. Ou seja, bebem água do mar. As halófitas dão resposta aos principais desafios da agricultura actual e são a base para uma produção ecológica e sustentável em áreas marginais como as antigas salinas tradicionais, como é o caso das de Alcochete, onde a Márcia desenvolve o seu trabalho com a Salina Greens.

Nesta fase de crise estamos a ajudar a Márcia a manter este projecto de pé e com força, fazendo-te chegar os produtos dela através da nossa loja online. Neste momento temos as seguintes variedades à tua disposição:

  • Salicórnia. Também conhecida como espargo-do-mar, é a mais popular das halófitas. Tem caules e pontas carnudas e um agradável sabor salgado. Preferencialmente consumida em cru, fica óptima em saladas, massas ou mesmo como toque final decorativo num prato.
  • Sarcocórnia. Visualmente tem parecenças com a salicórnia, ao ponto de muitos não as distinguirem. Difere no sabor (ligeiramente amargo) e ganha ao ser brevemente cozinhada – salteada, escaldada ou adicionada na fase final de um caldo.
  • Suaeda. São pequenas folhas em forma de bago de arroz, com tonalidades verde, vermelha e amarela. Nós gostamos de usá-la para finalizar sopas, saladas e pratos de arroz.
  • Inula. De folhas tenras e carnudas, é muito aromática e versátil – com toques de cenoura, funcho e citrinos. Também funciona muito bem em picles.
  • Espinafre-do-mar. Tem um aspecto idêntico ao do espinafre selvagem, embora com folhas bastante mais pequenas. Brilham em saladas, sandes ou em qualquer preprado onde normalmente usarias espinafre.
  • Beldroega-do-mar. Também parecida com a beldroega comum no aspecto, é carnuda e crocante, além do toque naturalmente salgado. Nesta altura do ano está mesmo saborosa.

Todas as variedades são vendidas em sacos de papel com cerca de 100 g.