Skip to main content

Nutarroba

Desenvolvemos esta receita há alguns anos, quando estávamos a procurar alternativas locais para alguns produtos que já tínhamos criado. Queríamos uma pasta de barrar semelhante àquela de avelã e chocolate que provavelmente quase todos provámos. O desafio era deixar cair o cacau e adoçantes de origem duvidosa, apostando naquilo que tínhamos ao nosso dispor em Portugal. Agarrámo-nos a três ingredientes: avelã, figo e alfarroba.

Com isso surgiu a nutarroba, a nossa pasta de barrar que fez centenas de fãs ao longo dos últimos anos. É um produto simples na sua essência, mas verdadeiramente delicioso.

Há um twist a ter em consideração ao seguir esta receita. O figo seco que usamos nesta receita já chega aqui depois de uma primeira utilização: em primeiro lugar fazemos um xarope (que não é mais do que ferver o figo em água, deixá-lo repousar algumas horas, coar e reduzir o líquido até chegar a consistência de um xarope). Depois disso damos-lhe uma segunda vida, uma vez que ainda é doce o suficiente para adoçar a nutarroba.

Se quiseres variar podes trocar o figo por alperces ou tâmaras, por exemplo. Também dá para substituir a amêndoa por outro fruto seco, claro.

Esperamos que desfrutes nesta nossa prenda de Natal e que possa alegrar a tua época festiva e a das pessoas de quem mais gostas!

Nutarroba

A nossa pasta de barrar à base de avelã, figo e alfarroba
Tempo de preparação 30 min
Tempo de espera 20 min
Tempo total 50 min
Categoria Doces

Equipamento

  • Forno
  • Processador de alimentos

Ingredientes
  

  • 250 g miolo de avelã cru
  • 175 g figo seco já fervido previamente
  • 50 g alfarroba em pó
  • 1/4 c. chá flor de sal

Método
 

  • Pré-aquece o forno a 180ºC.
  • Dispõe as avelãs num tabuleiro, sem as sobrepor.
  • Quando o forno estiver quente, leva as avelãs ao forno até estarem tostadas – cerca de 15 a 20 minutos. Se o teu forno não for competente a distribuir o calor uniformemente, é boa ideia mexeres as avelãs a meio para torrarem por igual.
  • Assim que as avelãs estiverem no ponto, tira-as do forno e reserva-as até arrefecerem um pouco.
  • Num processador de alimentos, tritura as avelãs até se transformarem em manteiga.
  • Assim que tiveres uma manteiga cremosa, adiciona o figo, a alfarroba em pó e a flor de sal e continua a triturar até obteres uma massa homogénea.
  • Para transformar numa pasta de barrar mais cremosa, adiciona progressivamente (enquanto o processador trabalha) 125 a 175 ml de água (ou de bebida vegetal, se preferires).
  • Quando a consistência for do teu agrado, transfere a mistura para frascos.
  • Guarda a nutarroba no frigorífico. Deve durar entre 1 a 2 semanas – se não a comeres por inteiro antes disso 🙂

Notas

  • Podes trocar as avelãs por amêndoa ou amendoim, por exemplo, embora isso altere por completo o perfil de sabor do produto final.
  • Também podes usar tâmaras ou alperces secos no lugar do figo
  • No limite o cacau também ficará bem aqui em vez da alfarroba, embora não seja esse o objectivo!